A função da caixa acústica:

Os subwoofers são itens importantíssimos em um sistema de som, seja ele, automotivo ou não. Atualmente devido a uma tendência mundial pode-se perceber a ênfase que se tem dado a sistemas com forte presença de freqüências sub-graves (entre 20 e 80 Hz.), portanto a construção de caixas acústicas que obedeçam parâmetros corretos se faz necessária, afinal não é qualquer um hoje que pode queimar constantemente um subwoofer de boa qualidade. O que geralmente irá ocasionar um prejuízo de algumas centenas de reais. Portanto para evitar tais problemas e o mais importante, marcar bons pontos em competições de som automotivo, aqui estão alguns fundamentos básicos para uma construção ideal e perfeita.

A constituição física da caixa:
Uma boa caixa deve antes de mais nada ser construída com bons materiais, ou seja, uma boa madeira, fibra, acrílico, etc. Deve se também reforçar as paredes da mesma para que se tenha sempre uma máxima rigidez possível. A selagem da mesma também deve ser muito bem feita afinal, por ventura pode se ter ruídos indesejáveis, que interfiram durante a sua música. Já quanto ao formato você é quem escolhe, ou seja, você opta pelo melhor modelo baseado no tamanho do porta-malas que o seu carro tiver e é geralmente este um dos problemas, como conciliar falta de espaço com grandes volumes. Em princípio escolha subwoofers das seguintes marcas: JL Audio, Kicker, Aluma Pro, a/d/s, Dynaudio, JBL, MTX, Orion, Rockford Fosgate, Soundstream, Precision Power, Focal e Phoenix Gold, afinal estas marcas possuem excelentes produtos que satisfazem com perfeição o que se deseja.

O que são parâmetros Thiele / Small?
Os parâmetros Thiele / Small são especificações que podem completamente descrever as características elétricas e mecânicas de um alto-falante responsável pela emissão de baixas freqüências. Estes parâmetros são muito importantes e cruciais para a construção de uma caixa acústica, seja ela para um sistema com uma grande definição sonora ou para um sistema caracterizado por uma alta potência e grandes níveis de SPL.

Especificações de alto-falantes:
Impedância: Corresponde a impedância da bobina do alto-falante, temos subwoofers que podem apresentar desde bobinas com 2 Ohms até subwoofers com bobinas de 10 Ohms;
Resposta de freqüência: Corresponde a variação de freqüências as quais o alto-falante pode reproduzir;
Potência nominal: É a potência nominal contínua do alto-falante, ou seja, este parâmetro informa a potência que pode ser aplicada por longos períodos sem se ter danos a suspensão, superaquecimento ou outros problemas indesejáveis.
Potência de pico: É a máxima potência que pode ser aplicada ao alto-falante, ou seja, este parâmetro informa a potência que pode ser aplicada por curtos períodos, sem ser necessário a preocupação com danos ao componente do sistema.
Sensibilidade: É o SPL que um determinado alto-falante produzirá quando a ele for entregue uma determinada freqüência. Geralmente a freqüência entregue é de 1kHz.

Dicionário técnico:
Fs= Freqüência de ressonância do alto-falante quando utilizado em free air, a unidade de medida é o Hz. É, em outras palavras, o ponto em que o alto-falante apresenta a máxima impedância.
Fc= Freqüência de ressonância do sistema, geralmente para aqueles que utilizam caixas seladas, a unidade de medida é o Hz.
Fb= Freqüência de ressonância da caixa, geralmente para aqueles que utilizam caixas com duto, a unidade de medida é o Hz.
F3= Corte de -3 dB na freqüência, em Hz.
Vas= Volume acústico do alto-falante, em metros3.
D= Valor efetivo para o diâmetro do alto-falante, em metros.
Sd= Área de radiação do alto-falante, em metros2.
Xmax= Excursão linear máxima de pico de um alto-falante, em metros.
Vd= Volume linear máximo de deslocamento do alto-falante, em metros3.
Re= Resistência do alto-falante quando submetido a uma corrente elétrica contínua, em Ohms.

 

 

 

   
Cooperasom 2006 ® Todos os direitos reservados.